Após episódio com Ludmilla, Record TV terá que exibir mensagens contra racismo

ludmilla1

A polêmica envolvendo Ludmilla e o jornalista Marcão do Povo ainda repercute. Após demitir o apresentador do ‘Balanço Geral’ da Record TV Brasília, que chamou a cantora de ‘macaca’ após duras críticas as atitudes a carioca no quadro ‘Hora da Venenosa’, a emissora terá que se retratar com a funkeira publicamente. 

Segundo o site ‘Purepeople’, a Record TV será notificada pelo Ministério Público Federal e obrigada a veicular mensagens contra o racismo durante 10 dias úteis em sua programação por conta do acontecido que gerou duras críticas tanto a emissora quanto ao jornalista no começo do ano.

Além das mensagens contra o racismo, a emissora ainda terá que desembolsar R$ 500 mil para indenizar a cantora pela fala de Marcão, que após a afirmação foi contratado pelo SBT. Em suas redes sociais, Ludmilla se mostrou surpresa pela atitude da emissora de Silvio Santos em assinar um contrato com o jornalista. “Quando ele foi demitido pela Record, eu pensei ‘caraca, fez bem, não está conivente com este tipo de ação e não concorda com este tipo de crime’. Quando eu soube que o SBT o contratou, eu pensei ‘oi?’. Não posso mudar nada. É algo que me assustou e não imaginei isso”, disse a artista

Me siga no Twitter: @beraldotv

Me siga no Instagram: @beraldotv

Curta a página do Portal 4 no Facebook, clique aqui

Colabore para o Portal 4 continuar com as suas atividades, saiba mais, clique aqui

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s