”Escrava Mãe’: Resumos dos capítulos da novela de 24 a 28 de outubro

escrava

Confira a seguir o resumo da novela “Escrava Mãe”. Veja o que vai acontecer nos próximos capítulos entre os dias 24 e 28 de outubro.

Segunda, 24 de outubro
Miguel se mantém à frente de Juliana, protegendo-a. O homem está parado diante deles, impedindo a passagem. Miguel mostra os documentos que provam que Juliana é livre. Na vila Maria Isabel discute com Zé Leão e diz que ele a traiu ajudando Miguel e Juliana fugirem. Pessoas passam com panfletos na mão e apontam para Maria Isabel. Maria Isabel lê o panfleto e fica indignada com o que Átila escreveu. Almeida nomeia Osório como comandante das tropas e deixa Guilherme e Dr. Pacheco sem palavras. Catarina nega a Rebeca que tenha atirado no comendador, mas confessa a Tozé que foi mais forte que ela e assume o tiro. Teresa diz a Beatrice que vai arrumar uma mucama para acompanha-la e que viu ela e Tito Pardo se beijando. Maria Isabel invade o galpão de Átila com o panfleto em mãos, furiosa. Irani arruma a sala, com vestígios da festa da noite anterior, Belezinha vem de dentro ainda com o vestido do baile e com os olhos inchados de tanto chorar. Irani vê o estado da filha e fica condoída. Maria Isabel encontra com frei Abílio e as pessoas vaiam e cospem o chão perto dela. Maria Isabel se vê cercada por populares revoltados.
Miguel está nervoso, junto de Juliana. Ele olha para todos os lados em busca de saída e pensa em se jogar no mar. O homem retorna, com algumas correntes nas mãos e outros homens armados. Miguel e Juliana são acorrentados e presos. Zé Leão e Loreto tentam acalmar as pessoas que insultam Maria Isabel cada vez mais. Uma mulher surge com um balde de dejetos e joga em Maria Isabel que se esquiva, se desequilibra e cai no chão. Almeida chega e afasta as pessoas de Maria Isabel e Osório ordena que todos voltem as suas casas. Maria se limpa com um lenço, revoltada. Almeida com ela. Esméria com o anel que Genésio deu pra ela no dedo. Rebeca tem uns vestidos na mão e fica surpresa com a joia na mão de Esméria. Belezinha vai até a pensão e procura por Dália. Belezinha agradece Dália pela noite anterior, elas se abraçam. Almeida manda Sapião para o pelourinho. Maria Isabel está diante de Sapião que tem ao lado Tia Joaquina presa também. Almeida chicoteia Sapião sob o olhar de Maria Isabel. Osório prende Tito Pardo e Zé Leão por acobertarem a fuga de Juliana com Miguel. Osório prende Átila também e o acusa de perturbar a ordem. Dois soldados pegam Átila com violência. Almeida dá mais uma chibatada em Sapião. Maria Isabel se contém de satisfação. Tia Joaquina começa a bater as correntes que estão em seu pulso, devagar, uma algema na outra. Alguns escravos se entreolham e já pegam foices e machados, batendo também, seguindo o ritmo de Tia Joaquina. Almeida continua chicoteando Sapião e não percebe o movimento, mas Maria Isabel fica intrigada com aquilo. Juliana diante do homem e Miguel inventa que raptou Juliana e que somente ele deve ser castigado. Juliana finge desmaiar e o homem vai acudi-la. Juliana desfere um golpe com a algema no homem que cai. Juliana pega a chave.

Terça, 25 de outubro
Miguel consegue tirar as chaves e abre as correntes de Juliana. O homem se levanta e começa a lutar com Miguel. Os escravos estão com as armas para cima, todos bem revoltados. Tia Joaquina encara Maria Isabel com raiva. Almeida e Maria Isabel surpresos, Sapião geme de dor, preso ao pelourinho. Ele começa a cantar, mesmo com dor. Almeida e Maria Isabel se espantam. Alguns instantes depois, todos os escravos levantam suas armas novamente, cantando bem alto. Osório pergunta à Catarina, Esméria, Teresa, Beatrice e Tozé se sabem do paradeiro de Juliana. Todos negam sob o olhar nervoso de Osório. Zé Leão e Tito Pardo estão presos quando os soldados abrem a cela e empurram Átila. Almeida pega Tia Joaquina pelo braço e a ameaça com uma facão no pescoço pedindo que os escravos voltem para a senzala. O olho de Tia Joaquina sangra. O homem aparta uma faca no pescoço e Juliana e Miguel pede para soltá-la e que paga o valor que for. O homem fala para Miguel colocar as correntes de volta. Urraca furiosa com a presença de Rosalinda no armazém fica sabendo ao atentado a Almeida.
Guilherme conta para Quintiliano que foi obrigado a renunciar. Quintiliano fica nervoso mas diz a Guilherme que Almeida vai se envenenar sozinho. Almeida solta Tia Joaquina e ela pede que soltem Sapião. O feitor o liberta. Todos recebem a ordem de irem para a senzala, inclusive Tia Joaquina. O homem diz a Juliana e Miguel que está ali a mando de Almeida. Almeida diz para Maria Isabel que mandou conhecidos atrás de Miguel e Juliana. Ela pede que não machuquem Miguel. Rosalinda diz para Tozé que a Jardineira se tornará um ambiente mais familiar a pedido do Dr. Pacheco. Almeida e Maria Isabel se beijam. Miguel e Juliana assustados no porão do navio. Osório diz que precisa falar com Almeida e Teresa o leva até o gabinete. Osório diz que sabe o caminho. Osório flagra Almeida beijando Maria Isabel. Ela se espanta e se afasta de Almeida. Osório pressiona Tito Pardo a falar da fuga. Osório ameaça Átila, Zé Leão e Tito Pardo. Rosalinda discursa para as florzinhas e diz que continuará mandando na jardineira e que Tozé será muito útil. A Jardineira irá se adaptar aos novos tempos com novos números de dança e referências de diversas partes do mundo. Dália se disfarça para falar com Tomás em sua casa. Ela dá a idéia de Violeta se disfarçar de uma donzela que veio de fora para se casar com Tomás. Ela vai embora e ele fica pensativo com esta ideia. Filipa aparece na sala e encontra seu pai e irmãos. Quintiliano pergunta porque está usando um vestido simples. Ela diz que este vestido era de sua mãe. Quintiliano rasga o vestido e todos ficam assustados.
Filipa diz que seu pai não pode agir assim com ela. Guilherme peda para ela trocar de roupa e voltar para a sala para receber as convidadas. Tia Joaquina cuida das feridas de Sapião com a ajuda de Mina. Filipa aparece de surpresa no Engenho do Sol. Beatrice, Teresa e Almeida se assustam com a visita inesperada de Filipa. Filipa impõe que chame Maria Isabel. Maria Isabel aparece e Filipa pede que ela vá até a câmara retirar a queixa contra Átila. O soldado Crisaldo entrega, discretamente, um bilhete para Átila. Ele lê e reage bastante surpreso. O bilhete diz que tem pista sobre o paradeiro de sua filha. É de alguém que estava no barco que afundou. O comandante do navio, um tal de Barbudo, era um pirata que foi responsável pela sabotagem. Zé Leão diz que sabe quem é e diz que o reconheceria se o encontrasse novamente. Átila fica esperançoso. O homem acorda Miguel e Juliana. Miguel tenta, pela última vez, entrar em um acordo com o homem. Ele nega e diz que o levarão para a câmara.

Quarta, 26 de outubro
Miguel e Juliana estão tensos diante do homem. Átila e Zé Leão em suas celas, conversam. Tito Pardo presta atenção. Osório entra furtivamente, sem que o vejam. Ele escuta a conversa. Filipa vai até Maria Isabel e exige que ela retire a queixa contra Átila. Quintiliano recebe Catarina e Esméria. Guilherme e Tomás estão presentes. Quintiliano beija a mão das duas, mas não a mão de Esméria que está com o anel. Osório entra na cela e pega a carta que Átila tinha no bolso com a pista do paradeiro de Jasmim. Átila pede que Osório interrogue Almeida. Osório queima a carta e Átila se desespera. Maria Isabel aceita liberar Átila desde que ele prometa não fazer nada contra ela. Filipa concorda. Catarina e Esméria participam de um jantar na casa de Quintiliano. Bá Teixeira serve frango e Esméria pega uma coxa de frango com as mãos, todos olham. Guilherme também decide pegar o frango com a mão e Tomás faz o mesmo. Quintiliano percebe o anel no dedo de Esméria e pergunta quem lhe deu. Esméria diz que ganhou o anel de presente e Quintiliano se levanta enfurecido.
Urraca trabalha no armazém de seu Nestor e bebe toda a bebida das garrafas e acusa Gonzalina. Nestor fica irritado e diz que descontará todo o valor do salário de Urraca. Quintiliano aproveita que Osório chega em sua casa para acusar Esméria de ladra. Esméria diz que foi Genésio quem deu o anel a ela. Osório vai castigar Genésio a pedido de Quintiliano, mas Genésio não deixa e dá uma rasteira de capoeira em Osório e corre. Juliana e Miguel chegam a vila acorrentados. Osório leva Petúnia a casa de Maria Isabel a mando de Almeida. Loreto desabafa que recebeu uma carta de sua esposa e que logo ela chegará à vila. Miguel e Juliana são presos na câmara. Maria Isabel está diante de Petúnia, ameaçadora. Osório está ao lado com Almeida. Maria Isabel pede que Petúnia negue que ela teve um filho e Petúnia não obedece. Maria Isabel vai até a área dos escravos e diz que Juliana foi capturada e que todos vão apodrecer no engenho. Maria Isabel encara tia Joaquina e diz que Juliana pagará com a vida. Tia Joaquina desfere um tapa no rosto de Maria Isabel. Almeida chega a câmara e vê Juliana presa. Miguel e Juliana estão diante de um triunfante Almeida.

Quinta, 27 de outubro
Miguel está em uma cela junto com Zé Leão e enfrenta Almeida dizendo que foi só ele o culpado pela fuga. Juliana está bastante nervosa, numa cela com Tito Pardo. Almeida diz para Osório que já sabe exatamente o que fazer com eles. Maria Isabel discute com Tia Joaquina e diz que vai castigar todos por ser a dona de tudo. Quintiliano muito aborrecido diante de Beatice. Ela explica que estava fora de si. Quintiliano diz que quer começar vida nova. Filipa vai conversar com o pirata barbudo para saber o paradeiro do bebê que estava no barco. Ele diz que não sabe de nada. Ela insiste e ele diz que quer negociar. O soldado Crisaldo abre a cela para Tito Pardo ir embora. Juliana pede para avisar a Tia Joaquina que ela está presa. Almeida diz a Miguel que sabe de toda a história. Miguel diz que Almeida pode ser um herói se punir apenas quem perturbou a ordem. Sapião, Guiné, Genésio e outros escravos invadem a casa grande em busca de Maria Isabel. Tia Joaquina tenta acalmá-los.
Catarina, Esméria, Tozé e Rebeca estão ansiosos para ter notícias de Miguel e Juliana. Catarina, com raiva, revela que deveria ter acabado com Almeida. Guilherme aparece de surpresa para pedir desculpas pelo o que aconteceu no jantar da noite anterior. Quintiliano está furioso diante de Beatrice. Ela conta que teve uma alucinação e que beijou o escravo pensando que fosse Quintiliano. Beatrice diz que o ama. Mesmo assim, Quintiliano diz que a história deles deve terminar e a coloca para fora de casa. Beatrice vai embora humilhada. O pirata barbudo tenta agarrar Filipa. Ela dá um golpe de capoeira mas ele vai para cima de Filipa novamente. Os escravos invadem o gabinete onde está Maria Isabel. Ela pega uma arma para se defender. Os escravos se aproximam de Maria Isabel e ela atira. Tia Joaquina diz que o escravo morreu. Guiné ameaça Maria Isabel mas Teresa se coloca na frente dela para defende-la. Escravos ficam revoltados. Filipa convence o pirata barbudo a falar e ele diz que só conta o que sabe a um homem. Ela diz que voltará mais tarde e vai embora. Almeida lê a carta e vê que Beatrice assinou. Ele diz que vai falar com Dr. Pacheco para preparar o processo de interdição. Tito Pardo chega na Engenho do Sol e se assusta com a confusão. Ele pergunta por Beatrice e vai atrás dela. Teresa pede aos escravos piedade.
Charles conversa com Frei Abilio e diz de seus ideais em apoiar a luta contra maus-tratos aos escravos. Filipa vai até a delegacia falar com Átila e pede que Almeida o solte. Quintiliano aparece e diz para Filipa voltar para casa que aquele assunto é somente para homens. Esméria vai atrás de Guilherme e diz que pode ajudar libertar juliana dizendo o que sabe de Maria Isabel. Guilherme agradece mas diz que fará algo para ajudar os dois. Neste momento Filipa aparece e diz para o irmão correr para a delegacia. Os escravos seguram Maria Isabel e ela diz para levarem Teresa no lugar dela. Teresa fica chocada com o que a irmã diz. Guilherme, Quintiliano e dr. Pacheco sugerem que a punição a Juliana seja na fazenda e não em praça pública. Almeida e Osório decidem que será em praça pública. Maria Isabel é levada pelos escravos com os braços acorrentados. Sapião, Genésio, e Guiné estão com ela, mas Teresa e tia Joaquina observam da varanda assustadas. Almeida diz a Átila que Maria Isabel retirou a queixa e ele será libertado em breve. Dália diz para Belezinha escrever uma carta endereçada a Quintiliano dizendo que é um sheik e que procura um marido para sua filha. Dália entende a intenção de Dália e diz que vai ajudá-la. O homem barbudo acorda com um barulho e pensa que Filipa chegou. Quando abre a porta Osório aparece com uma corda nas mãos. Almeida pede para o soldado retirar Juliana da cela e diz para Miguel que ela será punida em praça pública. Miguel e Juliana se assustam.

Sexta, 28 de outubro
Almeida tira Juliana da cela para leva-la em praça pública. Miguel se revolta e Zé Leão tenta acalmá-lo. Maria Isabel com as mãos acorrentadas é levada por Sapião, Guiné, Genésio, e outros escravos. Todos na rua se espantam com o que veem. Os escravos cantam uma canção de guerra. A caminhada é observada por todos. Maria Isabel chora com vergonha por causa da humilhação. Beatrice diz a Tito Pardo que se ela morrer ele terá a liberdade. Tito Pardo diz que é fiel a Beatrice e pede para saírem da mata. Ela se emociona e vão embora. Teresa chora muito nervosa e é acalmada por Tia Joaquina. Ela não se conforma que sua irmã quis que a levassem como refém. Miguel, nervoso, pede para Dr. Pacheco o tirar da cela. Ele diz que não pode. Osório aparece e o tira da cela dizendo que Miguel será punido ao lado de Juliana. Miguel e Juliana são observados por todos. D outro lado da praça, Maria Isabel é trazida pelos escravos. Todos riem dela. Quando Almeida a vê, Sapião enfrenta Almeida e diz para trocar Maria isabel por Juliana para uqe nenhuma desgraça aconteça ali. Quintiliano leva Filipa pra casa pelos braços e a tranca no quarto. Ela diz que precisa se encontrar com o pirata que sabe da história da filha de Átila. Guilherme diz à Filipa que vai se encontrar com ele.
Almeida pede que soltem Maria Isabel. Sapião pede para fazer a troca. Osório ameaça pegar a arma. Genésio tira a garrucha, aponta para Maria Isabel e diz que se Almeida fizer alguma coisa com Miguel e Juliana a sinhá morre. Esméria presencia a cena e se espanta. Bá Teixeira dá um conselho a Quintiliano mesmo sabendo que pode ser castigada. Ela diz que Quintiliano está errado e que ela não vai deixa-lo fazer isso de novo. Quintiliano se assusta com o que Bá Teixeira diz. Tito Pardo leva Beatrice para casa e Teresa se espanta. Beatrice disse que saiu para pensar e pegou uma trilha na mata. Teresa conta para a mãe tudo o que aconteceu. Ela se assusta. Esméria diz para Genésio baixar a garrucha e ele se nega. Almeida diz Juliana e Maria Isabel foram apenas vítimas e que o verdadeiro culpado é Miguel. Miguel confirma que é ele o culpado. Loreto fala para o soldado Crisaldo libertar Zé Leão. Ele fica receoso mas abre a cela. Bá Teixeira leva água e frutas para Filipa. Filipa diz que vai fugir de casa e se casar com Átila mesmo contra a vontade do pai. Átila pede que o soltem da prisão porque precisa saber do paradeiro de sua filha.
Átila convence Loreto que convence o soldado Crisaldo a abrir a cela. Átila vai atrás do pirata que está deitado em uma cama. O pirata não responde as perguntas que Átila faz. Átila pega uma faca e se aproxima do pirata mas ele está morto em cima da cama. Átila olha em volta e vê uma bolsa com alguns papeis para fora. Neste momento Guilherme entra e flagra Átila segurando a faca e se assusta com o que vê. Charles aparece na praça e diz que os escravos são pessoas e que os senhores os torturam. Ele tira de dentro de uma caixa que carregava alguns instrumentos de tortura e mostra para as pessoas que estão ao redor. Esméria não se sente bem quando vê os instrumentos de tortura e Tozé a ampara. Todos se surpreendem com a chegada de Zé Leão que, junto com Loreto, diz que o caminho não é este. Guilherme e Átila conversam e chegam a conclusão que quem matou o pirata foi a mando de Almeida. Na praça, Almeida diz que decidiu o que fazer com Juliana e Miguel. Ele diz que dá uma chance para Juliana e dizer diante de todos que lamenta por esta fuga inconsequente. Juliana olha para Miguel bastante nervosa.

Os resumos dos capítulos são disponibilizados pelas emissoras e estão sujeitos a mudanças em função da edição das novelas.

Me siga no Twitter: @sigaberaldo

Me siga no Instagram: @beraldo27

Curta a página do Portal 4 no Facebook, clique aqui

Colabore para o Portal 4 continuar com as suas atividades, saiba mais, clique aqui

Esse post foi publicado em escrava mãe, Resumo das Novelas e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s