Mega produção da Globo: Série ‘Supermax’ reúne personagens que tentam sobreviver em presídio

20160918114620277081iConfinados numa penitenciária de segurança máxima desativada no meio da Floresta Amazônica – cenário do que poderia ser um reality show –, 12 pessoas não têm a menor ideia de quem são os oponentes, muito menos do que as aguarda. Bem longe dali, numa sala de cinema carioca, onde foi exibido o primeiro episódio de Supermax, os atores da série da Globo, que estreia na terça-feira (20), conheciam muito bem o destino de cada um. Mas não deram uma pista do que vão enfrentar nos próximos dias.

“Prefiro manter o mistério em torno da enfermeira Bruna. Ela é misteriosa e pronto”, resume, bem-humorada, a atriz Mariana Ximenes. O elenco de Supermax reúne também Cleo Pires, Erom Cordeiro, Rui Ricardo Diaz, Bruno Belarmino, Ravel Andrade, Nicolas Trevijano, Ademir Emboava, Maria Clara Spinelli, Fabiana Gugli, o mineiro Mario César Camargo e Vania de Brito.

Não será no episódio de estreia que o público terá noção do que realmente ocorre por ali. A série, dirigida por José Alvarenga Júnior, escrita por Marçal Aquino e Fernando Bonassi, é bem-produzida e vai caminhar na linha tênue que separa o grande sucesso do fiasco. Resumindo: com Supermax, não tem meio termo.

O início é a cara do Big Brother Brasil (BBB), outra atração da Globo. O público vai deparar com personagens se adaptando ao novo ambiente, provas de resistência e até Pedro Bial como apresentador.

“O que vocês viram é muito light, se comparado ao que vem pela frente. No segundo episódio – e isso não é spoiler, já foi divulgado –, o Bial não aparece. As pessoas confinadas não sabem nem se aquilo é um reality. Com isso, a regra, a dinâmica do jogo desaparece. Teremos 12 pessoas individualistas que precisam sair dali. A grande pergunta é: ‘O que aconteceu, por que elas estão ali?’”, explica José Alvarenga Júnior.

O diretor conta que a atração tem a gênese do reality show, mas todos os episódios serão contaminados por outras influências.”Cada vez mais, muda a dinâmica, entrando aventura, suspense, terror e policial. A cada episódio, um desses gêneros impera um pouco”, diz Alvarenga.

“Ao ver esse capítulo, tenho a mesma surpresa do telespectador, entendendo tudo o que aconteceu”, comenta Mariana Ximenes, aumentando ainda mais a curiosidade sobre o programa.

Dos 12 atores, Mariana e Cleo são as mais conhecidas. A escolha foi intencional. “Queríamos caras novas. Para Cleo e Mariana, o desafio já começou aí, pois elas precisaram ficar quase invisíveis no meio de pessoas novas”, conta o diretor.

O dia a dia das gravações não foi fácil para ninguém. Além de ficarem isolados dentro do Projac, onde o cenário foi construído, os atores tiveram rotina tensa. “Gravávamos de segunda a segunda, oito horas por dia. Entre uma cena e outra, cada um ia para a sua cela descansar”, revela Erom Cordeiro, que faz o papel de um policial. “Foram 12 episódios em cinco meses. Tanto tempo assim é precioso para a televisão”, reconhece.

“As coisas começam como vocês viram, mas vão degringolando para outro lado. Brincávamos que estávamos no cross fit Supermax. Ralamos muito – e com prazer. Também éramos surpreendidos quando recebíamos os roteiros”, conta Cordeiro. “Todos ficavam entusiasmados ao saber que continuariam por mais um episódio”, emenda Alvarenga.

Me siga no Twitter: @sigaberaldo

Me siga no Instagram: @beraldo27

Curta a página do Portal 4 no Facebook, clique aqui

Anúncios
Esse post foi publicado em Globo, série e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s