Arquivo da categoria: Opinião

Telejornal da RedeTV! vira jogo dos ‘sete erros’

RedeTVNews_Claudia Barthel_Kabene Jeans_22-08-2013 (4)Durante o RedeTV News desta segunda-feira vários problemas técnicos aconteceram ao vivo, no ar. Matéria trocada, VT repetido, um comentarista esportivo gritando pelo estúdio. A ideia de transformar o telejornal com uma ‘pegada’ revista eletrônica funciona, só precisa de ajustes. Por ora é um jornal errado, totalmente perdido.

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

Opinião: ‘Politicamente Correto’ tira sarro da política com piadas ‘corretas’

20140915-politicamente-incorreto

No horário da Propaganda Eleitoral, a melhor sacada do ano foi a estreia do seriado “Politicamente Incorreto”, que Danilo Gentili criou para o FX, produzido e feito para tirar ”sarro” da política nacional. Gentili não é ator, porém,  convence no papel do Atílio Pereira, deputado que não é inteligente o suficiente, faz rimas idiotas, bobas, infantis, é machista, só que precisa de ajuda de uma mulher, não é homofóbico, mas fala mal dos gays, tem um assessor negro e não é racista.

Abusando da liberdade, a estreia carimbou alguns veículos conhecidos da grande mídia. Um microfone lembrando os canais SBT e Globo News  fizeram ‘fundo’ para entrevistar o deputado e até o programa “Roda Viva”, da TV Cultura, entrou na brincadeira para sabatina-lo. Nada genial, entretanto, funcionaram para o humor apresentado.

Não é uma produção cara,para os padrões apresentados na TV Paga- longe da qualidade das produções do HBO, ‘Politicamente’ parece precário, só que ultrapassa diversos quesitos: Faz o telespectador refletir como a nossa política é uma piada, neste ponto, foram todas colocadas corretamente.

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

Opinião: Record escalou elenco polêmico para garantir ‘barraco’ na nova temporada de ‘A Fazenda’

britto

Sem muitas novidades, aconteceu neste domingo a estreia da sétima temporada de A Fazenda 7 com um elenco digno para protagonizar muito barraco.

O que todo mundo apostou na Barra Funda, vamos reforçar o elenco por que barraco é garantia de ibope. Segundo a prévia, parece que não, o programa marcou em São Paulo média de 10,7 pontos, contra 15,8 da Globo  8.8 do SBT. Longe da liderança, a atração comandada pelo Britto Jr. ficou apenas dois minutos em primeiro lugar. A Fazenda 6, estreou com 16 pontos, ou seja,  325 mil telespectadores a menos de uma temporada para outra.

O empresário Oscar Maroni, a ex-modelo Cristina Mortágua e a socialite Heloisa Faissol  formam o trio que promete muitas discussões. A modelo Lorena Bueri tem temperamento forte e já mostrou que não veio para ”brincar”. Os ”participantes” garantem o título de subcelebridades que não têm nada a perder, só estão no jogo pelo cachê (parcelado em três vezes) e pelo espaço na mídia.

Estão no jogo: Robson Caetano, Felipeh Campos, Lorena Bueri e Heloisa Faissol, Babi Rossi, o ator Marlos Cruz, o ator e modelo Diego Cristo, os cantores Diego Silveira e Léo Rodriguez, a cantora Bruna Tang, a funkeira MC Brunninha, a ex-miss Debora Lyra, a ex-paquita Andreia Sorvetão e o ex-Menudo Roy Rossello.

Numa operação de guerra com direito a listas falsas, a Record tentou despistar à imprensa. Em vão, todos os nomes foram conhecidos antes do programa de estreia. Não está descartado a entrada de novos participantes nesta segunda-feira a dupla Pepê e Neném, foram confinadas no hotel, seria uma tática da Record para ”confundir” de novo a cabeça dos ‘jornalistas e blogueiros’?

Para conhecer alguns nomes é preciso usar o Google (site de pesquisa na internet). A Record jogou todas as cartas na mesa oferecendo ao público um programa que vai render o que eles querem: Audiência, briga e repercussão.

Perante ao mercado publicitário, a Record começou o programa no vermelho com apenas três das cinco cotas vendidas e o primeiro programa custou aos cofres da emissora a bagatela de R$ 700 mil reais. Que o lucro venha com o tempo e que a chaleira não esfrie, o telespectador em ”termos” agradece.

O apresentador Britto Jr. continua chato, forçado demais. Pena que não podemos elimina-lo, não seria uma má ideia, hein, Record?

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

Ousada, e com final previsível ”O Rebu” foi primorosa em qualidade; o ibope foi apenas um detalhe

110714rebu11-550x440Alguns ‘críticos de TV, jornalistas questionaram o ibope baixo da novela ”O Rebu” que terminou nesta sexta-feira sem esquecer o primor que a novela foi do começo ao fim. Quem aprecia um bom folhetim pode ter estranhado a metalinguagem aplicada. A novela inteira acontece em apenas uma noite costuradas por flashbacks que tem como missão prender o telespectador até o derradeiro capítulo, onde toda as cenas acabam levando ao assassino do Bruno.

Sem muitos mistérios e com um final previsível coube a dupla Duda (Sophie Charlotte) e Ângela (Patrícia Pillar) que mataram o Bruno (Daniel Oliveira). Enquanto a primeira nocauteou e prendeu num freezer, a outra diminuiu a temperatura o deixou sem ar. Morto, as duas jogaram o corpo na piscina. Cenas bem dirigidas, com suspense em tom elevado e principalmente uma sensibilidade das atrizes em conduzir o texto.

O público de ”O Rebu” não é a dona de casa que fica assistindo às novelas das seis, sete e das nove. Uma grande fatia do público foi jovem, que comentou e muito a novela nas redes sociais. O horário tardio afastou boa parte do público e a trama não terminou com recordes de audiência, porém, cumpriu o papel de resgatar 30 anos depois uma novela ousada demais para a época, mesmo termo usado para os dias de hoje.

Criativa, textos espetaculares, atores impecáveis que não fizeram um fracasso. A novela foi sofisticada demais para um pequeno público: O único erro da Globo foi colocar à novela em diversos horários. O que certamente contribuiu para os ”números” aquém do esperado. Mais um grande produto produzido pela Globo em todos os aspectos.

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

Após 14 anos no ar, chega ao fim o seriado ‘’A Grande Família’’

a_grande_familia_2012_abertFoi emocionante como os roteiristas usaram para colocar um ponto final no seriado que marcou duas gerações. Após 14 anos no ar, chegou ao fim na noite desta quinta-feira o seriado ‘’A Grande Família’. O ápice foi colocar atores da Globo interpretando personagens do seriado dentro do seriado. Uma sacada para mostrar outra linguagem e premiar o telespectador misturando ficção com realidade sem perder a essência do humor leve.

O barulho causado nas redes sociais foi imenso e vai deixar dezenas de saudosos e órfãos.

O seriado mostrava esgotamento e precisava chegar ao fim. E terminou no auge, no momento certo, não tinha folego para continua.

Uma família que fez parte da nossa família por mais de uma década. Guardaremos na memória um dos seriados mais nobres da TV.

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

‘Vai que Cola’ tem avanço na qualidade de texto na segunda temporada

Elenco do programa Vai que cola, do MultishowCom sete episódios exibidos, é nítido a melhora do roteiro da segunda temporada do sitcom ‘’Vai que Cola’’ exibido pelo canal MultiShow. Ao contrário da primeira, os autores permitiram mais ‘’cacos’’ onde os atores podem improvisar em cima do texto proposto.

Único ponto negativo, os atores continuam berrando o tempo todo. Os operadores de áudio precisam rever para uma futura temporada. O telespectador precisa diminuir o volume da TV é muita gritaria.

Me siga no Twitter:  sigaberaldo

Forçado demais

imperio-paulo-betti-71403O personagem Téo interpretado pelo Paulo Betti está forçado demais. Exagerou demais na criação do personagem. Uma sugestão para o Aguinaldo Silva, colocar o blogueiro como vendedor de cachorro quente, vai que desta forma ele consiga decolar no papel né? Mandando o roteiro para o autor, já!!!

Me siga no Twitter:  sigaberaldo